“Uma Missão rigorosamente definida e uma vivência sentida dos valores por todos os intervenientes, dirigentes e dirigidos.”

José Eduardo Marques de Amorim
Presidente do Conselho de Administração

HÁ 99 ANOS A CRESCER: SOMOS UM GRUPO PORTUGUÊS DE DIMENSÃO INTERNACIONAL, LÍDER EM MASSAS E FARINHAS.

Vivemos hoje na “vanguarda industrial”, resultado de ciclos de investimento iniciados após aquisição da Nacional em 1999.
Esse investimento teve como objetivo posicionar todas as unidades no mais elevado padrão tecnológico e de modernidade, segundo os mais rigorosos sistemas de gestão de qualidade e certificação, incorporado num plano que incluiu um processo de racionalização dos centros produtivos, concentrando produções e especializando-os.

Sobre Nós

Missão, Visão e Valores

Organigrama e Governação

Instalações Industriais

Recursos Humanos

Qualidade

Inovação e Desenvolvimento

Parceiros e Instituições

Missão, Visão e Valores

A Nossa Missão

A Cerealis é um Grupo vocacionado para a atividade industrial e comercial do sector agroalimentar, focalizado em produtos derivados da transformação de cereais, assente em práticas de bem fazer, de sustentabilidade e de reforço permanente de competitividade, focalizado nos negócios de massas alimentícias, cereais de pequeno almoço, farinhas industriais e culinárias, onde pretende ser líder, e outros produtos sinergéticos, nomeadamente bolachas e produtos refrigerados.

Ciente da sua responsabilidade na promoção de uma alimentação e estilo de vida saudável, a Cerealis dinamiza uma cultura interna e externa de conhecimento, desenvolvendo produtos nutricionalmente equilibrados.

A Cerealis é um Grupo sustentado por pessoas competentes e motivadas.

Os nossos Valores

Orientamos a nossa ação por valores que pretendem refletir a nossa essência e princípios.

A Nossa Visão

Ser um Grupo Português de referência no setor agroalimentar, que investe na capacidade e excelência industrial, aposta na valorização dos seus recursos humanos e investe na inovação como fatores fundamentais para o seu desenvolvimento. Ambiciona crescer, de forma sustentada, assumindo posições de liderança nos mercados onde atua.

Organigrama e Governação

Conselho de administração:

Presidente: José Eduardo Marques de Amorim
Vice-Presidente: Maria Manuela Nogueira Lage
Administrador-Delegado: Rui Manuel de Amorim Silva e Sousa
Vogal: Maria da Graça Oliveira Amorim

mesa da assembleia-geral:

Presidente: Carlos Manuel Teixeira Osório de Castro
1º Secretário: Rui Manuel Lencastre Valente Homem Ribeiro
2º Secretário: Dionísio José Cerqueira Correia

Conselho Fiscal:

Presidente: António Manuel Paranhos Ferreira da Silva
Vogal: José Milheiro de Oliveira Barbosa
R.O.C. Efetivo: Deloitte & Associados, SROC, S.A., representada por António Manuel Martins Amaral
Suplente do R.O.C.: Jorge Manuel Araújo de Beja Neves

Comissão de remunerações:

Presidente: Maria da Conceição Amorim Silva e Sousa
Vogal: António Pedro Braga
Vogal: Dionísio José Cerqueira Correia

Instalações Industriais

Centro Industrial de Trofa

É aqui que temos um dos mais modernos centros de produção de cereais de pequeno almoço da península ibérica.

ÁREA DE TERRENO: 19.934 m2
ÁREA COBERTA: 8.531 m2

Centro Industrial da Maia

Este centro está especializado na produção de massas alimentícias (uma semolaria e duas fábricas), assim como na produção de bolachas, sendo ainda o polo logístico mais importante do Grupo.
Na Maia integramos todo o processo produtivo de massas, desde a receção da matéria prima (trigo duro) até ao produto final.

ENSILAGEM DE TRIGO: 9000 Ton
ÁREA DE TERRENO: 48.500 m2
ÁREA COBERTA: 23.500 m2

Centro Industrial do Porto

No centro industrial do Porto (Freixo) localiza-se a moagem de trigo mole e de centeio, com linhas de embalamento de farinhas industriais e expedição direta para os nossos clientes.

ÁREA DE TERRENO: 7.290 m2
ÁREA COBERTA: 3.047 m2

Centro Industrial de Coimbra

Neste centro temos uma moagem de trigo mole, hoje especializada na produção de farinhas destinada para a industria de bolachas.

ÁREA DE TERRENO: 8.336 m2
ÁREA COBERTA: 2.233 m2
ENSILAGEM DE TRIGO: 3.000 Ton

Centro Industrial de Lisboa

O renovado centro industrial de Lisboa tem uma capacidade moenda de 720 toneladas em 24 horas, uma receção de cereal que atinge as 200 toneladas por hora e uma capacidade de ensilagem de cereais de 27.000 toneladas. As novas instalações estendem-se por uma área superior a 10.000 m2. Este centro tem ainda duas renovadas infraestruturas de embalamento de farinhas industriais e de usos culinários, assim como um novo centro logístico.

ÁREA DE TERRENO: 17.350 m2
ÁREA COBERTA: 11.400 m2

Recursos Humanos

Somos sustentados por pessoas competentes e motivadas.

Nós acreditamos que as Pessoas são os elementos chave do Grupo.

Ao longo dos anos temos construído uma Política de Recursos Humanos, assente na valorização das pessoas e no desenvolvimento das nossas equipas.

Através de um trabalho diário, suportado em programas de Desenvolvimento de Competências, procuramos que os nossos colaboradores, a todos os níveis funcionais, estejam cada vez mais alinhados e comprometidos com a nossa cultura e com as necessidades do nosso negócio, e sejam cada vez mais competentes.

Complementarmente e através de uma gestão previsional e estratégica de Recursos Humanos, antecipamos dificuldades, encarando-as como desafios e oportunidades, estimulando soluções de futuro.


Para entrar em contacto com o nosso departamento de Recursos Humanos

clique aqui

Qualidade

Qualidade e a eficiência operacional

Na Cerealis promovemos a implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade como ferramentas de apoio e sistematização de processos com vista à eficiente otimização dos mesmos, dos recursos e das atividades.

A análise de falhas, a definição de causas e de ações corretivas, aliadas á sistematização de ações de melhoria, são o melhor garante do atingimento sustentado de níveis de conformidade e eficiência que a natureza dos produtos e a exigência dos mercados onde atuamos assim nos exigem.

A formação contínua em técnicas e ferramentas de Gestão da Qualidade, em Segurança Alimentar e em Boas Práticas da Indústria Alimentar, alicerçadas em definições claras de funções, tarefas, procedimentos e objetivos são a base da orientação de comportamentos e atitudes na construção diária da atividade.

Certificações

Em todos os centros e atividades produtivas do Grupo, assim como nos processos de comercialização, temos implementados Sistemas de Gestão de Qualidade e de Segurança Alimentar. De destacar a renovação dos certificados de Gestão e Garantia de Qualidade e Segurança Alimentar pelas normas ‘International Food Standard’ (IFS) e NP EN ISO 22000 (desde 2006) nos processos produtivos de massas alimentícias, farinhas industriais, cereais de pequeno-almoço e bolachas.

Acompanhando o processo de penetração das nossas marcas nos mercados internacionais, em 2014 obtivemos a certificação Halal na produção de massas, cereais de pequeno-almoço, bolachas e farinhas e em 2017 a certificação UTZ mass balance ( Cerealis Produtos Alimentares, SA ).

Gestão de qualidade do grupo

A Gestão da Qualidade na Cerealis assenta num sistema transversal a todo o Grupo, consolidado pela análise aos processos que gerem as diversas atividades e famílias de produtos produzidos e comercializados pelas áreas de negócio.

Este sistema dinâmico e suportado por práticas de melhoria contínua ajusta-se continuamente à evolução tecnológica que o Grupo tem evidenciado, quer do ponto de vista de remodelação e adequação industrial, quer através da investigação e desenvolvimento de novos produtos e processos.

Gestão do impacto ambiental

Com três instalações com Licenciamento Ambiental, na Cerealis estendemos as práticas de redução de desperdícios, reciclagem de resíduos, racionalização de consumos energéticos e políticas de redução de emissões de poeiras a todos os centros produtivos.

Energia e Emissões

A energia tem uma importância vital nas economias de hoje, contudo tem um forte impacto ambiental, com especial ênfase nas alterações climáticas e especificamente na qualidade do ar. A tentativa de conciliar estas duas perspetivas passa, entre outros, pela adoção de uma política energética que privilegie uma economia de baixo carbono e um aumento da eficiência energética, com claros benefícios económicos e ambientais. Nos últimos anos investimos fortemente em Planos de Racionalização dos Consumos de Energia com o objetivo de atingir as metas de redução do consumo de Intensidade Energética e Carbónica. Há uma forte preocupação da nossa parte em incorporar a análise energética nas aquisições de novos equipamentos e na construção/remodelação de edifícios e infraestruturas.

A Água

A água é um importante fator de produção e os constrangimentos associados à sua escassez representam um risco para o negócio. As crescentes imposições legais à utilização deste recurso e a progressiva aplicação de custos reais no uso da água tem implicações na competitividade das empresas, o que motiva as organizações a fazerem uma gestão racional e eficiente do consumo de água e de minimização do impacto ambiental da sua utilização.

Resíduos

Os resíduos são uma fonte de poluição com impactos no ambiente. A nossa gestão de resíduos considera cada resíduo, não apenas como uma fonte de poluição a reduzir, mas também como um recurso potencial a explorar, por isso procuramos a prevenção da produção de resíduos e na promoção de uma reciclagem ou valorização eficaz.

Ruído Ambiental

O ruído é uma variável ambiental que requer toda a atenção da Cerealis, dada a sua importância nos mais diversos aspetos, nomeadamente associados à saúde humana e bem estar. Todos os projetos de ampliação ou remodelação de edifícios industriais e alteração de funcionamento de equipamentos mais críticos tiveram a preocupação acústica de modo a garantir a conformidade. As moagens de Lisboa e Porto e a fábrica e a semolaria da Maia, concluíram o licenciamento ambiental, aplicando o comprimento de todos os exigentes requisitos legais. Nos restantes centros não licenciados, devido á política de gestão assente num desenvolvimento sustentado, aplicamos as mesmas boas práticas. Emboras as nossas empresas não estejam certificadas ambientalmente, são aplicados os princípios de gestão de sistema ambientais definidos na ISO 14000.

Segurança e saúde no trabalho

Para nós a segurança e a saúde no trabalho é um pilar fundamental. Ao longo dos anos, temos vindo a investir fortemente na formação dos nossos colaboradores e na implementação de medidas de minimização do riscos. Tendo em vista a redução da sinistralidade laboral, desenvolvemos o programa PREVENIR +.

Com este programa pretendemos consciencializar e responsabilizar os colaboradores para a importância de práticas de trabalho seguras, através de equipes de delegados de prevenção dinamizadores das boas práticas e do levantamento de riscos potenciais.

Inovação e Desenvolvimento

JÁ SABE O QUE VAI IMAGINAR HOJE?

A pensar num consumidor cada vez mais atento a um estilo de vida saudável, a nova receita das massas Milaneza Natura Integral inclui agora com fibra de aveia.

saber mais

OS MAIS RECENTES LANÇAMENTOS DO GRUPO CEREALIS

A dinâmica de inovação no Grupo Cerealis e a eficácia distributiva no mercado interno e na exportação, são duas das alavancas essenciais para o crescimento do Grupo. Procurando surpreender os nossos consumidores e promover o negócio dos nossos clientes, a Cerealis lançou recentemente diversos produtos nas suas diferentes marcas e mercados.

Projeto co-branding Cereais + Linha Fruut. Vencedor do Food Nutrition Awards 2017 (produto inovação do ano)

Farinha especial para Pizza. O segredo para uma boa massa

Noodles Milaneza. Um novo produto da gama Wok Milaneza

Duas novas lasanhas Milaneza Natura – Integral e sem glúten

Parceiros e Instituições

Representação do Grupo em Associações e Instituições

Através das diferentes empresas do Grupo, garantimos um conjunto de parcerias com diversas associações e instituições nas quais mantemos uma representação

Associações e Instituições com representação das empresas do Grupo Cerealis:

  • ACIP - Associação do Comércio e da Indústria de Panificação, Pastelaria e Similares.

  • Saiba mais aqui

  • ADIPA – Associação dos Distribuidores de Produtos Alimentares

  • Saiba mais aqui

  • AEP – Associação Empresarial de Portugal

  • Saiba mais aqui

  • AFLOC – Associação Portuguesa de Produtores de Flocos de Cereais

  • Saiba mais aqui

  • AIPAN-Associação dos Industriais de Panificação, Pastelaria e Similares do Norte

  • Saiba mais aqui

  • APEF – Associação Portuguesa das Empresas Familiares

  • Saiba mais aqui

  • APIM – Associação Portuguesa da Indústria de Moagem e Massas

  • APQ – Associação Portuguesa para a Qualidade

  • Saiba mais aqui

  • CNE – Centro Nacional de Embalagem

  • Saiba mais aqui

  • CODIPOR – Associação Portuguesa de Identificação e Codificação de Produtos

  • Saiba mais aqui

  • COTEC Portugal – Associação Empresarial para a Inovação

  • Saiba mais aqui

  • PBS – Porto Business School

  • Saiba mais aqui

  • FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares

  • Saiba mais aqui

  • FUNDAÇÃO A.E.P

  • Saiba mais aqui

  • FUNDAÇÃO DA CASA DA MÚSICA

  • Saiba mais aqui

  • FUNDAÇÃO DE SERRALVES

  • Saiba mais aqui

  • Portugal Foods – Associação Integralar

  • Saiba mais aqui

  • SEMOULIERS – Union des Associations des Semouliers des Pays de l’UE

  • Saiba mais aqui

  • SOCIEDADE PONTO VERDE

  • Saiba mais aqui

  • U.N.A.F.P.A – Union des Associations de Fabricants de Pates Alimentaires de l’UE

  • Saiba mais aqui

  • IPO – International Pasta Organization

  • Saiba mais aqui